4TRUCK

Uma nova medida permitirá a livre circulação de veículos pelos países que integram o Mercosul. Aprovada pelos chanceleres de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai em encontro em Foz do Iguaçu (PR), a unificação de placas deverá ser implementada dentro de até dez anos. A medida vai permitir a livre circulação de carros, motos, ônibus e caminhões e foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores Celso Amorim.

A placa será igual para os países do Mercosul, com uma alusão ao bloco, mas a combinação alfanumérica vai continuar a ser determinada por cada uma das autoridades nacionais. Segundo o Itamaraty, hoje os veículos de carga e de passageiros (ônibus e caminhões) circulam entres esses países com o Certificado de Inspeção Técnica Veicular que atesta o cumprimento das condições de segurança para o deslocamento na região. Esses veículos serão os primeiros a receber a placa do Mercosul, o que deve ocorrer a partir de 2016. Em 2018, as placas começarão a identificar também os veículos novos.

De acordo com o embaixador e subsecretário-geral para a América Latina e o Caribe do Ministério das Relações Exteriores, Antônio Simões, a unificação das placas dos carros vai trazer benefícios para os habitantes do Mercosul. “Isso vai melhorar muito a questão da segurança e da circulação das pessoas”, afirmou o embaixador. “A ideia da placa é muito simples: é para botar o Mercosul na garagem de todos vocês”.

Fonte: Brasil Caminhoneiro

Postado por: 4Truck | www.4truck.com.br