4TRUCK

4truck-isotermico-vergalhao-aco-5

Via Mecânica Online

Recentemente a presidente Dilma Rousseff admitiu que estamos perdendo a guerra para o mosquito aedes aegypti, vetor de transmissão dos vírus que transmitem a dengue, chicungunha e o zika, proteger-se é fundamental. Os caminhoneiros compõem um dos públicos mais vulneráveis a ação do mosquito, uma vez que passam um grande período na cabine dos veículos com a janela aberta, seja dirigindo, seja descansando.

Afrânio Brenand da Silva, caminhoneiro e afiliado à Associação Nacional dos Inventores (ANI), atento a essa necessidade criou a primeira “tela mosquiteira para caminhões”.

Afrânio criou primeiro uma tela para o seu próprio caminhão. “O pessoal come, dorme na cabine do caminhão, deixa o vidro aberto e daí entra inseto, pernilongo, abelha, besourão … Eu tirei a medida das janelas e o molde das portas, costurei do meu jeito e aí coloquei a tela com velcro adesivado e fui de São Bernardo para Taubaté”, conta.

Na estrada, os motoristas o olhavam curiosos e, ao chegar ao destiano, os colegas demonstraram interesse e já encomendaram a Afrânio o acessório.

Com o auxílio da ANI, Afrânio patenteou a sua tela e hoje busca um investidor para produzir e comercializá-la em larga escala, seja por meio da venda ou licenciamento da patente ou, ainda, por meio de uma sociedade. “Fazendo, de forma artesanal, produzo a tela para as duas portas do caminhão por R$ 60; se produzisse industrialmente, os custos cairiam bastante e seria possível proteger muita gente”, avalia o inventor.

Vale destacar que a tela mosquiteira pode ser adaptada para implantação em automóveis.

Fonte: Mecânica Online | www.mecanicaonline.com.br
Postado por: 4Truck | www.4truck.com.br