4TRUCK

Com foco no aumento da eficiência logística e na liderança da redução de CO2 no setor, a Scania implantou um projeto para otimizar o planejamento de materiais e o nível de ocupação no transporte.

O resultado da iniciativa foi a diminuição da quantidade de viagens feita pelos veículos e, consequente, emissão de poluentes na atmosfera.

“Conseguimos impactar positivamente na cadeia de transporte. No trânsito são 103 veículos (viagens) a menos ao ano, o equivalente a 99.000 km rodados e menos 113 toneladas de CO2 na atmosfera”, explica Fabio Castello, gerente executivo de Logística – Supply Chain da Scania Latin America. “Sem contar na economia de mais de 5% no custo de transporte”, completa o executivo.

Melhoria constante

Segundo Fábio, o objetivo do departamento é desafiar os fluxos logísticos e buscar de forma constante a redução de prazos de entrega e o volume de material em estoque. “Com isso impactamos positivamente nos custos operacionais e tornamos a infraestrutura mais enxuta e racional. Sempre com foco em sustentabilidade”, destaca.

A Scania iniciou um sistema de coleta diária de peças em seus fornecedores com rotas pré-estabelecidas em 1999. Na ocasião, a fábrica passou a ser responsável pelo transporte de seus insumos dos fornecedores até a planta no ABC Paulista. “O processo foi sendo aprimorado ao longo dos anos, mas o departamento de Logística constatou que era preciso quebrar paradigmas e alcançar uma eficiência ainda maior. Assim,no ano passado, criamos uma nova metodologia que uniu dois pontos fundamentais da cadeia logística: o planejamento diário de coleta de materiais e o nível de ocupação no transporte”, conta o executivo.

Posição de referência

Dentro da nova metodologia, uma torre de controle avalia diariamente os volumes necessários para a produção, seus respectivos níveis de estoque e a capacidade de veículos no processo, e decide em tempo real antecipar ou atrasar as coletas, de forma a alcançar níveis de ocupação próximos a 100%. Somente neste ano, com a introdução dos primeiros fornecedores neste novo fluxo, o projeto conseguiu reduzir a quantidade de veículos em circulação e, consequentemente, a emissão de 14 toneladas de CO2 liberadas na atmosfera.

“A Scania detêm a posição de referência na implementação de sistemas inovadores na cadeia logística. Apesar da qualidade da infraestrutura logística existente no Brasil, desafiamos constantemente os métodos utilizados e contornamos as dificuldades para alcançar resultados positivos. A busca da melhoria contínua, inerente ao Sistema de Produção Scania é fator determinante em nossa área de atuação e nos permite assumir.

Fonte: Frota & Cia  | Blog Caminhoneiro 

Postado por: 4Truck | www.4truck.com.br