O que exatamente diferencia empreendedores dos demais profissionais? A maioria das pessoas quer ter um negócio próprio, mas, será que todas tem um perfil empreendedor? Todo mundo pode empreender, mas nem todos têm as qualidades do empreendedorismo. Segundo a Endeavor, o Brasil é o 2º país com a maior intenção em empreender do mundo. Bastante gente quer empreender, mas nem todos realmente chegam a botar a mão na massa e sair do campo das ideias.

Veja abaixo se você se identifica com alguns destes sinais que indicam uma veia empreendedora:

1. Odeia o status quo: gente engravatada ora esbanjando sorrisos e falsas promessas; ora desaforos e ameaças. O mundo corporativo costuma ter um jogo que… simplesmente não é para qualquer um, e sem dúvida nenhuma não é para quem não tem jogo de cintura e alguma malícia. Além disso, há muitas regras e normas capazes de irritar facilmente.

2. Fica entediado facilmente: fazer todo dia a mesma coisa parece trabalho de fábrica do começo do século XX, mas muitos cargos em escritórios com ar-condicionado demandam isso. Não há grandes desafios, não há novidades, e bastam alguns meses no novo emprego para você começar a pensar “e se…” Para mudar isso, é preciso coragem e um pouco de loucura. E isso empreendedores têm de sobra.

3. Já foi demitido alguma vez: muitas pessoas altamente inovadoras têm dificuldades em fazer o que todo mundo faz. Há uma necessidade inexplicável de criar algo memorável que mude como as pessoas usam, interagem ou veem uma determinada coisa, seja o ambiente de trabalho ou um produto. Essa inquietação constante e vontade de mudança nem sempre é apreciada pelas empresas.

4. É considerado um rebelde: quando todos vão para direita você quer ir para esquerda? “Sair da zona de conforto” e “pensar fora da caixa” são dois conceitos rebeldes. Ironicamente são mais falados do que praticados. Ser original é ser rebelde,  fazer o que ninguém faz é um tipo de rebeldia. Notou alguma semelhança com empreendedorismo?

5. Resiste à autoridade: não importa quem seja, você simplesmente não aceita coisas que não fazem sentidos, seja vindas de chefes, pais ou da Dilma. Normas e regras existem para manter a maioria das pessoas na linha, empreendedores realmente inovadores não andam na linha, fazem seu próprio caminho.

6. Adora melhorar coisas: você está sempre encontrando maneiras de melhorar algo, às vezes mesmo sem querer ou ser solicitado. É quase como uma obrigação, só que do tipo que lhe faz sentir bem.

7. É ruim em conversas curtas: como o exemplo do Phil, empreendedores tem um traço peculiar de não serem as pessoas mais sociáveis do mundo. Não estão nem no TOP 100. Dizer “e aí, como vai? Meu nome é Sylvio, o que está achando do congresso?” para um desconhecido é quase como uma tortura, é como se não valesse o esforço. Porém, diante de uma plateia, para defender a sua ideia ou falar de algo que gosta, fala com entusiasmo e fluência de causar invejas a extrovertidos. Estranho, não?

8. É teimoso: as pessoas podem lhe dizer que não vai dar certo, que há muita concorrência, que é uma ideia a frente do seu tempo, ou que é simples demais. Você não irá ouvir, ou até ouve, mas refuta com argumentos entusiasmados. Empreendedores são teimosos e obcecados pelo que acreditam. Isso não quer dizer que eles sejam cegos, eles são apenas apaixonados.

9. Não se encaixa: você já teve vários empregos e nenhum foi aquela coisa, você é capaz de passar horas trabalhando para você, mas algumas horas na empresa já lhe deixam entediado. É difícil manter a motivação e concentração em alta, talvez haja um problema com você. Sim, você é diferente. É movido pelo novo, mas vive em ambientes que praticam o conformismo, o seguro, o normal. Imagine quanto tempo você aguentaria levar uma vida assim, achando-se estranho, desconexo, vale à pena? O que você pode fazer a respeito?

Fonte: Canal do Empreendedor

Postado por: 4Truck | www.4truck.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.