4TRUCK

O e-commerce abre oportunidades para o crescimento do lastmile

Segundo dados da Neotrust, empresa de inteligência que monitora o comércio digital no país, o e-commerce brasileiro cresceu 12,6% no 1º trimestre de 2022, o que representou um faturamento de R$ 39,6 bilhões.

O número de pedidos também registrou um aumento, totalizando 89,7 milhões de compras online, uma elevação de 14% em comparação aos três primeiros meses do ano passado.

De que forma esse mercado em expansão vem impactando as operações de intralogística? 

O comércio eletrônico teve um aumento exponencial com a pandemia nos últimos dois anos e hoje já é uma realidade para qualquer negócio que queira ser competitivo no mercado brasileiro.

Esse fato traz grandes desafios para as operações intralogísticas, uma vez que os pedidos são cada vez mais fracionados e menores, além de mais frequentes. Operações com alta flexibilidade, rapidez e confiabilidade são essenciais para atender esse novo momento.

lastmile ou micromobilidade

Um dos desafios impostos pelo crescimento do e-commerce é a necessidade de estratégias de micromobilidade.

O setor ainda busca um modelo de operação de CD urbano, ou darkstores que possam ser facilmente replicados – além de operações compartilhadas entre mais de um operador. Envolve muitas interações entre usuários, operadores logísticos, fornecedores de equipamentos e o mercado imobiliário. A arquitetura das operações ainda está longe da consolidação.