Melhoria-economica-2

A crise econômica que se abateu sobre o país teve desdobramentos em 2016 que atingiram fortemente o setor de transporte de cargas, como mostra levantamento realizado pela Confederação Nacional do Transporte: 60,1 % das empresas consultadas tiveram queda de rendimento no ano passado, percentual parecido com aquelas que diminuíram o número de viagens.

Aumento do desemprego, queda do consumo, queda na confiança e o cenário político atribulado são alguns dos fatores que contribuem para explicar essa queda, contudo, embora os dados do ano passado sejam preocupantes a pesquisa também aponta boas notícias para 2017 entre aqueles que transportam a riqueza do país nos implementos rodoviários.

A retomada do otimismo em 2017

Durante o crescimento experimentado na primeira década desse século era comum observamos nas rodovias veículos com furgão de caminhão sempre cheios de mercadorias que circulavam por todo o país, fruto de um novo momento na expansão do consumo.

O setor de transporte possivelmente é um dos mais sensíveis ao cenário econômico de um país, afinal quanto menor produção de mercadorias, menor o número de volumes a serem transportados e sendo assim menor a necessidade de circulação de veículos com implementos rodoviários.

Embora economistas apontem que a recuperação e a volta do crescimento do Produto Interno Bruto seja mais lenta do que o aventado anteriormente, o ano de 2017, até o momento, promete ser mais positivo para o setor, sendo que essa visão é corroborada pelos empresários do setor, segundo pesquisa citada no início do artigo.

Quando da realização da mesma, 48,8% dos entrevistados confiam que haverá melhora na economia e um número parecido, 47,7% esperam um melhor faturamento durante o ano. Também é notório o aumento na confiança do governo, bem como dos planos de ajustes fiscais anunciados.

Essa retomada do otimismo entre a classe empresarial é positivo especialmente por levar a uma retomada do investimento, seja em equipamentos ou contratação de pessoal, o que inevitavelmente leva a criação de postos de trabalho e assim a um aumento do dinheiro circulando na economia.

É importante, contudo, se atentar aos desdobramentos da crise política, que parece longe de se findar, bem com a efetividade das políticas econômicas e reformas apresentadas pelo governo, por hora, contudo, a confiança do setor empresarial já é motivo para vislumbrarmos dias melhores no futuro.

Continue nos acompanhando para saber mais sobre furgão de caminhão, implementos rodoviários e tudo ligado ao setor de transporte de cargas.

Ficou com dúvidas ou possui sugestões? Deixe cum comentário.

Até a próxima!

Postado por: Osmar Oliveira – 4Truck | www.4truck.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.