4TRUCK

No início deste mês, o Governo Federal anunciou um programa de R$ 1,5 bilhão com a finalidade de reduzir os preços de carros populares, caminhões e ônibus. A iniciativa tem o objetivo de incentivar o aumento do crédito e impulsionar a economia do país.

A Medida Provisória 1.175 prevê um sistema de desconto patrocinado para a compra de veículos sustentáveis para pessoas físicas e jurídicas, por um período de quatro meses. Com a adoção da MP, estima-se que os descontos possam variar de R$ 2 mil a R$ 8 mil reais para carros e de R$ 33,6 mil a R$ 99,4 mil para ônibus e caminhões.

O subsídio foi autorizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços com algumas condições, como respeitar a tabela de modelos e descontos, ordem cronológica da compra, incentivar a livre concorrência e não ultrapassar o limite orçamentário estabelecido.

Também foi divulgado pelo governo que o pacote de R$ 1,5 bilhão será dividido em três partes, onde R$ 500 milhões serão investidos em descontos para carros, R$ 300 milhões para ônibus e R$ 700 milhões para caminhões. Além disso, a medida pode impulsionar o uso de motores sustentáveis de acordo com as regulamentações do Euro 6, em especial para veículos pesados.

Contudo, para viabilizar o projeto, será necessário adiantar para setembro a cobrança dos impostos federais arrecadados sobre o diesel, anteriormente prevista somente para o início de 2024. Dessa forma, a arrecadação será dividida em duas fases, a primeira parte será coletada em setembro e a segunda em janeiro do ano que vem.

O investimento no setor automobilístico é de extrema importância, uma vez que o transporte desempenha um papel crucial na integração territorial, comércio, abastecimento de mercadorias, mobilidade das pessoas e desenvolvimento econômico do Brasil. É um setor estratégico para o país e requer investimentos contínuos em infraestrutura e políticas eficientes para garantir seu pleno funcionamento.