4TRUCK

O transporte de cargas vivas através de caminhões é um tema cercado de polêmicas.

Enquanto os produtores garantem que os devidos cuidados são tomados, inclusive com o acompanhamento de veterinários durante todo o processo, grupos de defensores dos direitos dos animais afirmam que os maus-tratos são evidentes.

Santos, litoral paulista, por exemplo, foi alvo de denúncias de maus-tratos, o que fez levantar a discussão sobre o assunto.

Até que prefeito sancionar um projeto de lei que proíbe o transporte de carga viva em baú de caminhões em áreas urbanas e de expansão urbana na cidade.

Não somente pelos maus-tratos, mas também porque também provoca sujeira nas ruas e rende multas aos responsáveis.

Proibição do transporte de cargas vivas

Em exceção à lei, é possível transportar animais, dentre eles:

  • Domésticos;
  • De uso terapêutico;
  • Em projetos educativos e medicinais;
  • A serviço das forças policiais;
  • Que passarão por cuidados médico veterinários;
  • Utilizados em práticas esportivas;
  • Destinados à preservação ambiental.

E isso inviabiliza a exportação desse tipo de carga via porto de Santos.

Enquanto grupos defensores dos direitos dos animais comemoram a decisão, a Confederação Nacional da Agricultura emitiu nota lamentando a legislação.

E, inclusive, entrou com pedido de uma liminar suspendendo a decisão junto ao Supremo Tribunal Federal, 24 horas após sua publicação.

Atualmente é proibido? 

O ministro Edson Fachin, relator do caso, deu parecer favorável à CNA, suspendendo a decisão do poder local.

Na prática isso significa que ainda é possível transitar com cargas vivas no baú de caminhão na zona urbana da cidade de Santos.

Para quem trabalha com esse tipo de carga e a rota prevê passagem ou destino final em fica aqui nossa dica para se atentar ao caso.

Isso porque em movimentos futuros a liminar pode ser derrubada fazendo valer a proibição do prefeito local.

Antes de iniciar sua viagem, procure acessar as informações mais atualizadas e evite dores de cabeça e as pesadas multas ambientais.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de todas as dicas do Homem do Baú.

Até a próxima!

Postado por: Osmar Oliveira – 4Truck | www.4truck.com.br