4TRUCK

A Volvo lança o que afirma ser a maior mudança em seus caminhões no Brasil, desde que começou a produzir no País, em 1977. Conectividade e rentabilidade são as principais marcas

A sueca Volvo investiu globalmente cerca de R$ 3 bilhões, durante seis anos, para renovar os produtos da linha de caminhões. Já em circulação na Europa, os novos FH (70% do mix), FM e FMX (off road), chegam ao Brasil com a promessa, principalmente, de trazer maior rentabilidade ao transporte rodoviário de cargas. O POVO acompanhou as novidades no lançamento em Curitiba (PR). Os pedidos, que já estão sendo feitos, chegam às concessionárias em janeiro de 2015.

Além da dirigibilidade e conforto interno, a grande aposta da marca para trazer melhores negócios aos usuários de caminhões é a conectividade, o que o presidente da Volvo para a América Latina, Roger Alm, chamou de “transporte digital”. Com as novidades, um caminhão de 460 cv 6×4, por exemplo, custa cerca de R$ 500 mil. Há modelos que chegam a R$ 1 milhão.

Os novos FH e FM saem de fábrica preparados para receber o aplicativo de celular My Truck. Depois de feito o download, na Apple Store ou na Google Play, o usuário consegue acesso remoto a dados atualizados do painel do caminhão – nível do combustível, do Arla32, do óleo do motor, do líquido de arrefecimento do motor, da água do para-brisa, além do status do funcionamento das lanternas e faróis.

“Ele pode também checar o status do alarme e da trava do veículo, se as portas estiverem trancadas e o alarme ativo. E se o alarme for disparado, os usuários recebem um alerta no aplicativo”, explica Luiz de Jesus, planejador de produto do Grupo Volvo América Latina.

I-see o caminho

Para reduzir o consumo de combustível e ajudar o motorista na condução do caminhão pelas estradas, o novo FH vem preparado para receber o I-See, um sistema que lê a topografia da estrada e memoriza estas informações para, durante viagens futuras pela mesma rodovia, usar estes dados para gerenciar de forma mais eficiente as trocas de marchas e o uso do freio motor, para baixar o consumo de diesel.

Conforme Bernardo Fedalto, diretor de caminhões da Volvo no Brasil, a utilização do I-See traz uma economia de até 3% no consumo de combustível. “É um número muito bom, considerando-se os preços crescentes do diesel e a participação de até 50% do combustível na planilha de custos do transportador”, reforça.

A Volvo destaca ainda que o I-See está conectado diretamente com a caixa de câmbio I-Shift. O dispositivo memoriza leves – por vezes imperceptíveis aos olhos do motorista – até as mais íngremes inclinações e diferenças de altitude reais da estrada.

NOVA CONCESSIONÁRIA VOLVO EM FORTALEZA

Fortaleza é o principal centro de vendas da Volvo no Norte e Nordeste. A Volvo vai inaugurar a concessionária da marca mais moderna do País em Fortaleza, dia 29. “É um marco para o atendimento dos caminhoneiros. Tem até cinco pit stops, onde o caminhão pode trocar o óleo em menos de 50 minutos”, adianta Bernardo Fedalto, diretoria de caminhões da Volvo na América Latina. (Andreh Jonathas)

NÚMEROS

3%

DE ECONOMIA
de combustível é a promessa da Volvo com o uso do sistema de memorização de topografia I-See

VOLVO FH

O FH tornou-se um caminhão ainda mais conectado, com as mais avançadas tecnologias de telemetria já criadas para o transporte. Sai de fábrica preparado para receber o I-See, um fundamental sistema que reconhece as estradas por onde o caminhão já passou, tornando a troca de marchas mais eficiente e proporcionado melhor desempenho e menor consumo de combustível. Ar-condicionado também é item de série. Ganhou novos bancos ergonômicos e o interior está remodelado.

VOLVO FM

Está com novo design externo e tem nova arquitetura eletrônica, com a possibilidade de sair da linha de produção com um motor de 380 cv de potência, e o já conhecido motor de 370 cv, com configurações 4×2, 6×2 e 8×2. Tem um novo eixo traseiro que eleva sua capacidade de carga para 65 toneladas de PBTC. Está mais robusto.

FMX

Desenvolvido para o transporte pesado em condições severas, o FMX é oferecido com um motor de 540 cv, além das potências de 370 cv, 380 cv, 420 cv, 460 cv e 500 cv e pode sair de fábrica também com as novas configurações de tração integral 4×4 ou 6×6. O FMX tem agora uma nova opção de eixo para 150 toneladas de PBTC (Peso Bruto Total Combinado) e ainda tem uma caixa de câmbio eletrônica I-Shift configurada para operações off-road.

Fonte:

O Povo
Postado por: 4Truck | www.4truck.com.br